Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias de Vida

Escrevam para catarinaportela86@gmail.com e conte sua a história da sua vida.

Histórias de Vida

Escrevam para catarinaportela86@gmail.com e conte sua a história da sua vida.

Sacrilégio - HISTÓRIA DE VIDA

 

 

Amar é prender-te a mim. Alimentar correntes, que sem dor, te fazem ficar. Amar é ter-te de forma invisível amarrada a meu peito. Amar é o teu nome, soletrado vagarosamente, como quem espera sem pressa...

Amar são espaços preenchidos com gosto de estar, são desejos em conjunto e projecção de outro dia. Amar é quando gostas de lhe ouvir a voz, sem saber o que diz. Amar é ânsia do toque que nunca chega, nunca mais chega...

 

Amo-te, sem saber definir o porquê. Mentiria se tentasse atribuir características físicas, como ao teu cabelo que flutua caindo pelos ombros, aos teus lábios que não sinto, mas que espero por rotina insistente, que me levem  até ti. Aquela rotina que não cansa, porque te tenho, sem te ter.

É suficiente para mim. Muitos se enganam aqueles que pensam que sou infeliz por esperar…

Espero sem noção, apenas sentindo-te perto, criando pontes em espaços onde não existes. Pontes proibidas.

 

Desculpa-me se te sufoco, se te tiro vida e qualidade de existência quando, sem te pedir que fiques, exijo que não vás.

Desculpa-me se me assusto com as tuas ameaças do fim. Se me tiras o folgo, não com o beijo que não prometes, mas com o tempo que me roubas em pensamento.

Desculpa-me se choro com o fim que eu próprio criei, que tardamente esconde a sombra do teu rosto. Triste me diz adeus e se afasta, quando apenas te desejei perto.

 

Amar é prender-te a mim. Alimentar correntes que sem dor te fazem ficar. Amar é ter-te de forma invisível amarrada a meu peito… Invisível, meus sentidos.

Amar-te é esconder de ti o que sinto. Ter-te é apenas gostar de ti, e mais que isso, é um sacrilégio que condenas.

Amigo é o que permites, amigo é o que serei.

Até sempre...

 

 

(texto de Catarina Portela)

 

História de Vida baseada em factos reais da vida de JOEL



4 comentários

Comentar post