Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias de Vida

Escrevam para catarinaportela86@gmail.com e conte sua a história da sua vida.

Histórias de Vida

Escrevam para catarinaportela86@gmail.com e conte sua a história da sua vida.

Não estarás.

 

 
 
O mundo ficou apático, sem cor, triste e sozinho. A natureza perdeu o cheiro, e a criança nunca mais foi feliz.
As ruas ficaram mais vazias, a memória mais fraca, o sorriso mais falso.
Sem escolha, sem espera, sem pausa, sem conformação, perdi-te.
 
Não sei dar passos, sem saber que existes.
Não sei olhar de frente, pois já não estás para me amparar.
Não sei ouvir, escutar com tolerância que tinha outrora.
Não sei aceitar, como aceitava.
Não sei amar como amava.
Não sei sonhar como sonhava…
 
Acordei de um local esquecido, e pensei que mais uma vez só tinhas fugido. Mas não…
Tive a escolha de voltar a fechar-me em concha num espaço meu.
Gritos e lágrimas escondiam-se atrás das portas. E eu sentia-os, ouvia-os, todos os dias!
 Pedaços meus aclamavam abrigo.
Escolhi proteger, gritar por eles, tomar rédeas de uma, ou de duas, ou de três, vidas.
Quantas vezes, não as quebrei, por me perder em mim.
Tudo por ter acordado assim…
 
Aprendi a gritar mais alto
Aprendi a falar quando tenho que falar, falar quando não tenho que falar. Aprendi a expressar-me sem saber parar.
Aprendi a calar …por algumas horas ou dias. Somente.
Aprendi a adormecer quando tudo me parece errado, e a acordar como se nada se tivesse passado.
Aprendi que a minha força cessa de forma diversa, sem momento certo, porque a levaste contigo.
 
Falta aprender a viver sem ti.
Falta não te chorar.
Falta sorrir como criança e ter a certeza de não desistir.
Falta muitas vezes a energia, certeza, clareza, objectividade, para encarar a realidade.
Falta recuperar o teu tempo, e o meu tempo.
Falta sofrer por mim, e para mim.
Sorrir por mim, e para mim.
 
Mas para tudo isto. Fazes-me falta.
 
E não me abraçarás mais.
E não vais escolher os tons da minha casa.
E o meu carro vai avariar, e o pai não vai poder resolver o problema.
E não irás reparar os electrodomésticos que vou estragar.
E não me levarás um dia ao altar.
E não verás o teu neto nascer ou crescer.
 
Não estarás…
O teu sorriso perdeu-se.
A minha alegria esvaneceu-se.
 
Dois anos passaram.

 

I miss you dad...


3 comentários

Comentar post