Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias de Vida

Escrevam para catarinaportela86@gmail.com e conte sua a história da sua vida.

Histórias de Vida

Escrevam para catarinaportela86@gmail.com e conte sua a história da sua vida.

Calei-me

 


Calei-me após lágrimas e memórias.
Dói-me saber que o teu medo é maior que tu.
Dói-me saber que caminhas só porque me queres amarrada a ti, e não porque estás preparado. Não estás!
Dói-me palavras que cortam como facas.
Dói-me a indiferença, a violência.
Digo que esqueço, mas lembro sempre, eternamente...
 
Não estavas onde devias estar, e não percebes a mágoa.
A tua ignorância espanta-me, ao afirmares que só dou valor, quando tudo desaparece.
Quando a tua loucura me diz que punhas a tua vida em risco, e a minha!
Quando esse mesmo sofrimento que carregas não me deixa respirar.
Não me deixa viver.
Nem tão pouco me deixa morrer.
 
Não estás como devias estar.
Impões-te, exiges, obrigas no que pensas que tens direito.
Não tens!!!
Humilhas-me, castigas-me ao víveres assombrado todos os dias.
Matas-me em pequeno espaço de tempo.
Apagas-me quando destróis sonhos que ponho em ti, que desejei em ti, que venero. E tu não tens, não estás, não vês, não ouves, não mudas…
Muro de desinteresse!
Nunca, mas nunca recuperas o que perdeste em mim, porque não sabes. Não sabes não…
 
O dia acorda, aquele dia que nos gela os corações para sempre… Que nos torna esboços e nos enclausura o afecto.
Não me acordem, mas não me matem!
 

6 comentários

Comentar post